Senacem
A Escola que Persiste:
Desafios Pela Inclusão, Diversidade e Qualidade do Ensino na Escola Pública em Tempo de Crise

Grupos de Discussão

 

>>>>>>>>>> CLIQUE E CONFIRA A LISTA DOS LOCAIS DE APRESENTAÇÃO DOS TRABALHOS <<<<<<<<<< 

 

DEFINIÇÃO

Grupo de Discussão (GD) é o espaço destinado para apresentação de COMUNICAÇÕES ORAIS, com os artigos oriundos das comunicações sendo publicados nos anais do evento (contanto que sejam enviados no prazo estabelecido e atendam às normas de formatação). Os GDs serão em torno de 20 (vinte), propostos por docentes e pesquisadores universitários, possibilitando abranger diversos subtemas relacionados à educação e ao ensino na escola pública. Desta maneira, o/a participante pode escolher o GD que mais se aproxime de seu trabalho, submetendo o resumo. Caso o resumo seja aprovado, o trabalho completo deverá ser enviado ao e-mail do grupo de discussão escolhido. 

 

INFORMES SOBRE APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS:

  • Os GRUPOS DE DISCUSSÃO (GDs) ocorrerão de acordo com a divisão apresentada no CADERNO DE PROGRAMAÇÃO.
  • Cada GD acontecerá na tarde do dia 13 de abril de 2018.
  • Todos os trabalhos submetidos, aprovados e enviados no prazo, poderão ser apresentados. Desde que todos os autores tenham comprovado o pagamento da taxa.
  • Os trabalhos poderão ser apresentados por qualquer um dos autores. No entanto não será permitida a apresentação por pessoas que não fazem parte do resumo/artigo.
  • Cada trabalho contará com 10 minutos para a apresentação. 
  • A coordenação do evento disponibilizará PROJETOR, no entanto cabe aos autores a responsabilidade pelos computadores. Assim, não serão disponibilizados computadores para as apresentações.
  • Os certificados serão enviados para os participantes, por e-mail, tipo mala direta. Somente receberão certificados de apresentação os autores dos trabalhos apresentados.
  • Os autores que apresentarem os trabalhos deverão conferir os nomes, os e-mails e deverão assinar a lista de apresentação.

 

Selecione o Grupo de Discussão abaixo para mais informações:

  Ementa: O GD Ensino, aprendizagem e avaliação se propõe a discutir trabalhos que focalizem os processos de ensino e aprendizagem em todos os níveis de ensino, a partir de diferentes perspectivas teóricas; a sala de aula como espaço de aprendizagem; o papel do professor como mediador do processo de ensino-aprendizagem. Volta-se também para a discussão sobre a avaliação do processo ensino-aprendizagem, incluindo a reflexão sobre concepções teóricas e práticas, elaboração de instrumentos avaliativos, abrangendo ainda, estudos que tenham como enfoque a avaliação institucional e avaliação do Sistema Educacional Brasileiro.

Coordenação:

Profa. Dra. Meyre Ester Barbosa de Oliveira (POSEDUC/UERN)
Prof. Dr. Mário Gleisse das Chagas Martins (UFERSA)

  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 Ementa: Instigar o debate crítico em torno do currículo no ensino médio em seus múltiplos referenciais e aportes teórico-epistemológicos e metodológicos, para uma escola plural, criativa e promotora de aprendizagens; O contexto político, ideológico e pedagógico em que se definem nas políticas educacionais à atenção ao ensino médio; Tempo integral, profissionalização do ensino e dualismo pedagógico; A formação e a prática docente em uma escola democrática, plural e contraditória; A gestão escolar: desafios políticos, embates ideológicos, experiências e caminhos a democráticos

Coordenação:

Prof. Dr. Francisco Ari de Andrade (UFC)
Profa. Dra. Francisca de Fátima Araújo Oliveira (UERN)
Profa. Ma. Iasmin da Costa Marinho (UERN)

  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

 Ementa: No Brasil, a expansão da Educação Profissional e Tecnológica, no século XXI, tem gerado a necessidade de ampliação dos estudos a respeito dessa modalidade de ensino e educação. Nesse GD, pretendemos refletir acerca de temas como: história da EPT no Brasil, políticas públicas voltadas para essa modalidade, práticas de formação (docente e discente), processos de ensino-aprendizagem nessa área do conhecimento.

Coordenação:

Prof. Dr. Francisco das Chagas Silva Souza (IFRN)
Prof. Dr. Fábio Alexandre Araújo dos Santos
Mestranda Francisca Leidiana de Souza
Mestrando Luiz Antonio da Silva dos Santos

  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

 Ementa: O grupo de discussão “Educação científica e tecnológica” destina-se a trabalhos teóricos e empíricos que versem sobre a educação das ciências da natureza, ciências exatas e ensino de tecnologias em seus contextos e práticas. Os trabalhos a serem apresentados devem refletir sobre questões didáticas, epistemológicas e/ou profissionais no campo de ensino citado.

Coordenação:

Prof. Dr. Albino Oliveira Nunes (IFRN)
Prof. Dr. Albano Oliveira Nunes (EEEP)
Prof. Dr. Leonardo Alcântara Alves (IFRN)

  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

 Ementa: O GD 05 se propõe a disseminar e discutir experiências pedagógicas exitosas ou inovadoras desenvolvidas no âmbito da Educação Básica (Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio), que possibilitam fomentar qualidade no ensino e aprendizagem desse nível da Educação. Importa que tais experiências possibilitem reflexão crítica acerca da Educação Básica com mote em aprofundar conhecimentos teóricos e aperfeiçoar práticas pedagógicas para democratização e melhoria da qualidade na Educação.

Coordenação: 

Profa. Dra. Lia Machado Fiuza Fialho (UECE)

  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

 Ementa: Este GD pretende discutir e disseminar práticas pedagógicas em torno da tecnologia e sua relação com a comunicação e educação na Educação Básica e na Educação Superior. Tais práticas devem ser inovadoras e/ou apresentarem bons resultados em torno da melhoria da educação. Dessa forma, discussões em torno das tecnologias de informação e comunicação utilizadas para a melhoria da educação e de suas práticas pedagógicas que favoreçam uma educação ampliada, democrática e inclusiva contemplam o objetivo desse GD.

Coordenação:

Profa. Dra. Veronica Maria de Araújo Pontes (UERN)
Profa. Dra. Leonor de Araújo Bezerra Oliveira (IFRN)

  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

 Ementa: O ontem institui-se a matéria-prima do Historiador em suas atividades de pesquisa e Ensino. Se os fatos, acontecimentos, mentalidades, culturas do passado estão cronologicamente pontuados em um tempo que se foi, os seus registros e memórias os ressuscitam, dando-lhes outras chances de presentificação. História e Memória, aliadas ao desafio de reconstrução do acontecido edificam e confabulam narrativas e maneiras novas de sobre elas discorrer. Essas, aliançadas e fundamentadas em pressupostos teóricos e metodológicos conferem ao lembrado, ao recordado e ao escrito o caráter de cientificidade, premissa tão cara aos olhos dos investigadores. Este Grupo de Discussão acolhe pesquisas que fazem da Memória e Narrativas seu metiê e instrumento de capacitação laboral  acerca do ontem que se deixou esvair no tempo, mas que persiste  nos dizeres da oralidade e do escriturístico, sempre em um diálogo associativo e interdisciplinar. Portanto, pesquisas já concluídas ou em andamento, experiências de docência em sala de aula, capitaneadas por discentes e docentes serão bem-vindas para uma discussão e colaboração recíprocas neste GD. Nesta direção, convidamos para uma discussão aberta e interdisciplinar temas abordados em pesquisas, a partir dos seguintes tópicos: Memória e História; Memória e a escrita de si, Memória e Ciências; Memória e Filmes; Memória e Arte; História e Literatura; Memória e Fotografia; Memória e Subjetividade; Memória e Identidade; Memória e Narrativa; Memória e esquecimento; Memória e espaço biográfico; Memória e história oral; Memória e itinerância, Memória e o Ensino, Memória de práticas e métodos educacionais.

Coordenação: 

Prof. Dr. Paulo Augusto Tamanini (POSENSINO/UFERSA)
Prof. Ms. Valdicley Euflausino da Silva (UERN)
Mestrando Tiago de Souza Mariano (POSENSINO)
Mestrando Enock Douglas Roberto da Silva (POSENSINO)

  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

 Ementa: Essa área temática é destinada à discussão de estudos sobre as relações entre os movimentos sociais e a educação; os diversos sujeitos que compõem a escola pública no Brasil, bem como as reflexões sobre suas identidades e lutas; a participação desses sujeitos nos processos educativos (formais e não-formais); e as políticas públicas no campo da educação. Objetivamos, assim, fomentar argumentações sobre as ações coletivas e as experiências de sujeitos da escola pública nas suas atuações sociopolíticas. Os trabalhos deste GD devem contemplar a discussão sobre os sujeitos e os processos educativos presentes em movimentos sociais diversos.

Coordenação:

Profa. Brena Kesia Costa Pereira (UERN)
Prof. Ma. Rozeane Albuquerque Lima (UFPE)
Prof. Ms. Iure Coutre Gurgel (UERN)

  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

 Ementa: O grupo de discussão cultura, arte e educação visa um debate aberto e interdisciplinar abordando o universo multifacetado das diversas linguagens artísticas e suas formas de expressão em espaço educativo. Assim, convidamos para uma discussão que contemplem temas sobre fundamentos teórico-metodológicos da cultura, arte e educação, linguagem e discurso artístico e conhecimento e especificidade das linguagens teatral, musical, estética, e as artes visuais.

Coordenação:

Profa. Micaela Ferreira dos Santos Silva (UFERSA)

  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

 Ementa: A relação entre Universidade e Formação de Professores se constitui uma discussão sine qua nom na conjuntura educacional brasileira, estando sempre atual a centralidade deste debate. Além da discussão que ocorre em nível das instâncias educativas próprias, em que se inclui com primazia o espaço acadêmico, a Formação de Professores da Educação Básica está no centro dos debates, investimentos, planejamento, perspectivas e implementação de políticas públicas no Brasil. Este GD, que tem como objetivo central favorecer o intercâmbio entre os pesquisadores de diferentes instituições,  discute aspectos dessa relação, abordando tanto a formação inicial, quanto a formação continuada e a formação em serviço , enfatizando as ofertas regulares e os programas especiais, como foi o PROFORMAÇÃO e é hoje o PARFOR, para esta demanda mais específica. Nunca se discutiu tanto a relação entre formação e qualidade quanto hoje. Considerando essas perspectivas, as pesquisas realizadas em torno da formação de professores podem contribuir na provocação e proposição de ações que promovam o desenvolvimento do fazer pedagógico, da formação de professores e da profissionalidade docente. 

Coordenação: 

Profa. Ma. Brígida Lima Batista Félix (UERN)
Prof. Ms. Cristian José Simões Costa (IFAL)

  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

 Ementa: Promover as temáticas relacionadas aos estudos de gênero nas escolas, questionando e refletindo sobre a invisibilidade das consideradas minorias sexuais, na perspectiva de alertar suas vulnerabilidades e projetar suas pautas de luta e suas conquistas, no processo de formação escolar. Enfocar a desconstrução e desnaturalização e a heteronormatividade, misoginia e homofobia  em respeito as diversidades sexuais no âmbito do ensino público escolar. Compartilhar experiências exitosas relativas às vivências em sala de aula, bem como em outros espaços educativos ou onde se desenvolvam a troca de saberes e experiências em relação aos estudos das  diversidades sexuais e de gêneros, compreendendo, assim, não apenas o espaço escolar estrutural, mas, também, outros contextos. 

Coordenação: Profa. Katamara Medeiros Tavares Melo (UERN)
Prof. Homero Henrique de Souza

  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

 Ementa: O GD pretende congregar trabalhos que focalizem a discussão sobre as práticas de leitura e escrita no ambiente escolar, sob perceptivas teórico-metodológicas as mais diversas. Interessa discutir sobre qual a responsabilidade da escola frente às práticas de leitura e escrita, isto é, como a escola tem lidado com essas práticas, como tem ocorrido os processos de ensino e aprendizagem da leitura e da escrita, que projetos ou programas têm sido desenvolvidos, quais as principais políticas voltadas para a questão, dentre outros temas.

Coordenação: 

Prof. Dr. Ananias Agostinho da Silva (Unifessp)
Prof. Dr. Francisco Vieira da Silva (Ufersa)
Profª. Ms. Maria Gorete Paulo Torres (Uern).

  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

 Ementa: Trata-se de um grupo de trabalho que pretende discutir métodos, instrumentos, recursos e perspectivas que têm sido utilizadas para o ensino de Linguagem e de Artes no Ensino Médio e que têm direcionado as práticas docentes nesse nível. A proposta se estende a todas as áreas do conhecimento, pois a como se sabe, a língua não é ensinada apenas na disciplina de Língua Portuguesa, uma vez que é por meio dela que todos acessam o mundo do conhecimento e fazem uso de diferentes recursos para objetivos específicos. Dessa forma, trabalhos que estejam vinculados ao uso da linguagem numa perspectiva de suas diversas interfaces e semioses que lidem com leitura, práticas de escrita, oralidade e sua exploração para fins artísticos contemplam o objetivo deste grupo.

Coordenação: 

Profa. Dra. Ângela Cláudia Rezende do Nascimento Rebouças (SENAC)
Profa. Dra. Jammara Oliveira Vasconcelos de Sá (UERN) 

  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

 Ementa: Esse grupo tem como objetivo discutir o papel do Estágio Supervisionado obrigatório e não obrigatório nos cursos de Licenciaturas e, sua contribuição para a formação inicial docente. Destacar diferentes estratégias e recursos utilizados.  Nesse percurso, legitimar conhecimentos adquiridos e unir teoria à prática de forma a legitimar a profissão e desenvolver assim, a promoção da aprendizagem.

Coordenação

Profa. Dra. Francisca Vilani de Souza (SEEC)
Profa. Ma. Maria Cleonice Soares (UERN)

  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

 Ementa: O conceito de escola e de prática educacional tem mudado nas últimas décadas, visto que a escola saiu da formação erudita para a construção de habilidades. Nesse caminho, a participação dos indivíduos em práticas tecnológicas e digitais passou a ganhar ênfase, na medida em que diferentes grupos antes excluídos agora se encontram contemplados por políticas públicas de educação. Assim, a construção de caminhos para a atuação profissional constituem uma necessidade e um desafio ao qual o pensar pedagógico deve oferecer soluções. Para tanto, tecnologias digitais, práticas e concepções de ensino estão resultando em práticas educacionais cada vez mais emancipatórias e participativas. Ante a complexidade do fluxo de informações e a capacidade de influenciar hábitos promovidos pelas tecnologias, novos gêneros textuais são produzidos para atender às novas demandas. Para encurtar as fronteiras entre escola e sociedade, os usos digitais da leitura e da escrita vêm sendo a principal ferramenta nesse processo que tanto é inclusivo como capacitador. A vida digital e os usos dos textos digitais atravessam as práticas concretas em sincronismo e concretude e permitem, assim, a confluência de esforços no campo da leitura e da escrita, na medida em que a escola dá contornos sociais significativos ao fazer estudantil. Os projetos de letramento (leitura e escrita) associados às tecnologias oferecem a possibilidade de extrapolar o tempo de execução, além de requerer pouco ou nenhum recurso financeiro. Os celulares assumem funções primordiais, e os hábitos, culturas e modos de trabalho passam por meio dessa ferramenta a serem compartilhados em tempo real. Nesse sentido, este grupo de discussão pretende reunir pesquisadores e professores empenhados na articulação entre tecnologias e usos digitais nas escolas, envolvidos com práticas multiletradas, vinculados a diferentes vertentes teóricas (Análise de Gêneros, Semiótica Social, Gramática Sistêmico-Funcional, Análise de Discurso Crítica, Linguística Aplicada entre outras), que tenham como objetivo compartilhar experiências ou propor avanços teóricos ou epistemológicos para o ensino de línguas (materna e estrangeira) no Ensino Médio.

Coordenação:

Prof. Dr. José Ribamar Lopes Batista Júnior (UFPI)
Prof. Dr. Vicente Lima-Neto (UFERSA)

  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

 Ementa: Discussão da violência simbólica e real na ambiência escolar. Percepção conceitual da violência enquanto expressão das relações materiais da vida na sociedade contemporânea. Sentir e amar: o aprender na sociedade líquida.

Coordenação:

Profa. Dra. Elione Maria Nogueira Diógenes (UFAL)
Mestrando Erivelton Nunes de Almeida (UERN/UFERSA/IFRN)

  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

 Ementa: Investigar os processos formativos na escola básica e superior, considerando as estratégias utilizadas pelo poder público, pelos professores, pela comunidade, bem como os interesses dos diversos agentes envolvidos nos diferentes contextos. Este grupo tem como objetivo discutir a produção de saberes relativos a assuntos como: políticas e práticas educacionais; práticas discursivas; perspectivas interculturais; diversidade; justiça social, cidadania, direitos humanos.

Coordenação: 

Profa. Dr. Patrícia Cristina de Aragão
Profa. Suzana Paula de Oliveira Pereira (UERN)

  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

 Ementa: Este grupo de discussão pretende alocar pesquisas em andamento ou finalizadas sobre as ofensivas heteronormativas contemporâneas nos espaços escolares, bem como visibilizar as práticas, os discursos e as políticas escolares que resistem a heteronormatividade. Partindo do pressuposto de que a educação tem um caráter violento, heteroterrorista, racista, classista e machista, este grupo propõe aglutinar discussões e questionamentos acerca das políticas curriculares violentas e discriminatórias de sustentação da matriz heterossexual.

Coordenação:

Prof. Dr. Fabrício de Sousa Sampaio (IFMA)

  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

 Ementa: O GD propõe discutir sobre a entrada, o lugar e o uso do texto em aulas de língua materna e estrangeira, principalmente no contexto da escola pública, com ênfase em três direcionamentos temáticos: 1) a problematização de concepções teóricas e de metodologias empregadas no ensino da leitura, da produção e análise de textos, procurando ressaltar o que elas ainda apresentam como entraves; 2) os avanços obtidos no tratamento do texto como objeto do ensino de língua materna e estrangeira, buscando destacar a contribuição do livro clássico “O texto na sala de aula” (GERALDI et all, 1984, 1999), o papel das teorias linguísticas nesse processo e os direcionamentos dos documentos oficiais do ensino; 3) os desafios que se impõem frente às demandas atuais para o ensino de textos e as perspectivas futuras, considerando sobretudo a relação entre linguagem e novas tecnologias, redes socais digitais e aplicativos. O GD se propõe também a acolher relatos de experiência e propostas de trabalho que tomem o texto como eixo norteador do ensino.

Coordenação:

Prof. Dr. José Cezinaldo Rocha Bessa (UERN)
Profa. Dra. Rosângela Alves dos Santos Bernardino (UERN)

  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

 Ementa: Importa a forma com pensamos a categoria espaço, logo, o espaço é um fato, fator e reflexo social, mas ele é, também, um condicionante e uma instância da sociedade. Deste modo, entendemos que não existe sociedade sem espaço, bem como não há educação que se realize fora da dimensão territorial, da diversidade natural e material, da pluralidade cultural e das desigualdades sociais, do conflito e da solidariedade humanas, das relações de poder e da construção de identidades individuais e coletivas. Desde a década de 1970 assiste-se a uma virada espacial no conhecimento científico, ou seja, cada vez mais as ciências sociais e humanas têm descoberto ou descoberto a relevância das discussões geográficas para a explicação e a compreensão de seus objetos de estudos fortalecendo-se, assim os estudos, as visões e os projetos interdisciplinares. A sala de aula, a sala dos professores, a biblioteca, a quadra de esportes, o pátio, o espaço da escola e a organização espacial da escola, como cada um e todos em conjunto são importantes para a formação docente, para os processos de ensino-aprendizagem, para o exercício da docência. De que modo a dimensão espacial é relevante para a formação docente e as ações de ensino e de aprendizagem? Convidamos graduandos, pós-graduandos, professores e pesquisadores das ciências sociais e humanas a discutirem sobre a formação docente, em suas diversas vertentes teóricas e metodológicas relacionadas, de algum modo, à dimensão espacial em suas análises. Indicamos que os trabalhos se concentrem em estudos teóricos ou empíricos sobre a formação de professores no Brasil e suas práticas espaciais; estágio supervisionado nos mais diversos espaços escolares ou não escolares, incluindo a educação do campo ou em comunidades quilombolas; metodologias de ensino-aprendizagem como estudo do meio em espaços urbanos ou rurais, aula de campo e instalação geográfica dentre outras que tenham o espaço como uma de suas dimensões.

Coordenação:

Prof. Dr. Rosalvo Nobre Carneiro (UERN)
Prof. Ms Luiz Eduardo do Nascimento Neto (UFPB)

  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 Ementa: O grupo pretende promover discussões sobre as relações étnico-raciais no contexto escolar, abordando o multiculturalismo, a diversidade cultural, as leis 10.639/2003 e 11.645/2008, o ensino de história e cultura afro-brasileira e indígena, bem como a educação escolar quilombola. No GT almeja-se destacar a importância do Movimento Social Negro e Indígena na conquista de políticas públicas voltadas para a diversidade cultural no ensino, discutindo a problemática das relações étnico-raciais como elemento central na promoção de uma educação plural e inclusiva. Para tratar da temática é imprescindível refletir sobre as desigualdades étnicas, culturais, de raça, de gênero e de classe no contexto escolar. Assim, propõe-se reunir estudos, pesquisas e vivências na escola que tratem das relações étnico-raciais, do multiculturalismo e da diversidade cultural na escola.

Coordenação:

Prof. Dr. Guilherme Paiva de Carvalho (UERN)

Daiane Duprat Serrano (Mestranda/POSENSINO)

Élida Joyce de Oliveira (Mestranda/POSENSINO).

  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Daniel Cara

É Doutorando em Educação (Universidade de São Paulo - USP), mestre em Ciência Política (USP) e bacharel em Ciências Sociais (USP). Atualmente é coordenador geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação (desde 2006). É membro titular do Fórum Nacional de Educação (desde 2010) e do Conselho Universitário da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Foi membro da direção da Campanha Global pela Educação (2007-2011) e do Comitê Diretivo da Campanha Latino-americana pelo Direito à Educação (2009-2012). Tem experiência de pesquisa nas áreas de Educação, Ciência Política e Sociologia, atuando desde a graduação nos seguintes temas: políticas públicas de educação, participação na educação, financiamento da educação, avaliação da educação, federalismo, teoria geral do Estado, sociedade civil, movimentos sociais, associativismo, desigualdade socioeconômica, vulnerabilidade socioeconômica e civil, políticas públicas de juventude, violência urbana e cultura juvenil. É colunista do UOL Educação (Grupo Folha) e possuiu blog na Revista Educação (Editora Segmento). Foi laureado com o Prêmio Darcy Ribeiro 2015, entregue pela Câmara dos Deputados em nome do Congresso Nacional.

É Doutorando em Educação (Universidade de São Paulo - USP), mestre em Ciência Política (USP) e bacharel em Ciências Sociais (USP). Atualmente é coordenador geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação (desde 2006). É membro titular do Fórum Nacional de Educação (desde 2010) e do Conselho Universitário da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Foi membro da direção da Campanha Global pela Educação (2007-2011) e do Comitê Diretivo da Campanha Latino-americana pelo Direito à Educação (2009-2012). Tem experiência de pesquisa nas áreas de Educação, Ciência Política e Sociologia, atuando desde a graduação nos seguintes temas: políticas públicas de educação, participação na educação, financiamento da educação, avaliação da educação, federalismo, teoria geral do Estado, sociedade civil, movimentos sociais, associativismo, desigualdade socioeconômica, vulnerabilidade socioeconômica e civil, políticas públicas de juventude, violência urbana e cultura juvenil. É colunista do UOL Educação (Grupo Folha) e possuiu blog na Revista Educação (Editora Segmento). Foi laureado com o Prêmio Darcy Ribeiro 2015, entregue pela Câmara dos Deputados em nome do Congresso Nacional.

É Doutorando em Educação (Universidade de São Paulo - USP), mestre em Ciência Política (USP) e bacharel em Ciências Sociais (USP). Atualmente é coordenador geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação (desde 2006). É membro titular do Fórum Nacional de Educação (desde 2010) e do Conselho Universitário da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Foi membro da direção da Campanha Global pela Educação (2007-2011) e do Comitê Diretivo da Campanha Latino-americana pelo Direito à Educação (2009-2012). Tem experiência de pesquisa nas áreas de Educação, Ciência Política e Sociologia, atuando desde a graduação nos seguintes temas: políticas públicas de educação, participação na educação, financiamento da educação, avaliação da educação, federalismo, teoria geral do Estado, sociedade civil, movimentos sociais, associativismo, desigualdade socioeconômica, vulnerabilidade socioeconômica e civil, políticas públicas de juventude, violência urbana e cultura juvenil. É colunista do UOL Educação (Grupo Folha) e possuiu blog na Revista Educação (Editora Segmento). Foi laureado com o Prêmio Darcy Ribeiro 2015, entregue pela Câmara dos Deputados em nome do Congresso Nacional.

Image is not available
Image is not available

Palestra:
Movimentos em defesa da qualidade do ensino e da escola pública.

Palestra:
Movimentos em defesa da qualidade do ensino e da escola pública.

Palestra:
Movimentos em defesa da qualidade do ensino e da escola pública.

Possui mestrado em Educação pela USP, doutorado em Educação pela PUC-SP e livre-docência em Educação pela USP. Foi pesquisador sênior na Fundação Carlos Chagas e professor titular na PUC-SP. Atualmente é professor titular (Colaborador Sênior) da Faculdade de Educação da USP, onde exerce a pesquisa, a docência e a orientação de discípulos em nível de pós-graduação. É coordenador do Grupo de Estudos e Pesquisas em Administração Escolar (Gepae). Atua na área de Educação, com ênfase em Políticas Educacionais e Administração de Unidades Educativas. É autor, entre outros, dos seguintes livros: Administração escolar: introdução crítica, Gestão democrática da escola pública, Por dentro da escola pública, Reprovação escolar: renúncia à educação, Educação como exercício do poder, Crítica da estrutura da escola e Diretor escolar: educador ou gerente?

Possui mestrado em Educação pela USP, doutorado em Educação pela PUC-SP e livre-docência em Educação pela USP. Foi pesquisador sênior na Fundação Carlos Chagas e professor titular na PUC-SP. Atualmente é professor titular (Colaborador Sênior) da Faculdade de Educação da USP, onde exerce a pesquisa, a docência e a orientação de discípulos em nível de pós-graduação. É coordenador do Grupo de Estudos e Pesquisas em Administração Escolar (Gepae). Atua na área de Educação, com ênfase em Políticas Educacionais e Administração de Unidades Educativas. É autor, entre outros, dos seguintes livros: Administração escolar: introdução crítica, Gestão democrática da escola pública, Por dentro da escola pública, Reprovação escolar: renúncia à educação, Educação como exercício do poder, Crítica da estrutura da escola e Diretor escolar: educador ou gerente?

Possui mestrado em Educação pela USP, doutorado em Educação pela PUC-SP e livre-docência em Educação pela USP. Foi pesquisador sênior na Fundação Carlos Chagas e professor titular na PUC-SP. Atualmente é professor titular (Colaborador Sênior) da Faculdade de Educação da USP, onde exerce a pesquisa, a docência e a orientação de discípulos em nível de pós-graduação. É coordenador do Grupo de Estudos e Pesquisas em Administração Escolar (Gepae). Atua na área de Educação, com ênfase em Políticas Educacionais e Administração de Unidades Educativas. É autor, entre outros, dos seguintes livros: Administração escolar: introdução crítica, Gestão democrática da escola pública, Por dentro da escola pública, Reprovação escolar: renúncia à educação, Educação como exercício do poder, Crítica da estrutura da escola e Diretor escolar: educador ou gerente?

Image is not available
Vitor Paro

Daniel Cara é coordenador geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação

Daniel Cara é coordenador geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação

Vitor Paro


Lúcia Sampaio

​ Graduada em Pedagogia (1992) pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), com Especialização (1999), Mestrado (2002) e Doutoramento no Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2005). Pós-Doutoramento no Laboratoire dEtudes Romanes, na Équipe de Linguistique des Langues Romanes na Université Paris 8, France (2011). Professora adjunto IV do Departamento de Educação. Bolsista de Produtividade em Pesquisa/UERN (2007-2013). Líder-Fundadora (2005) do Grupo de Estudos e Pesquisas em Planejamento do Processo Ensino-aprendizagem (GEPPE), membro do GPET e líder-fundadora do Grupo Núcleo de Estudos em Educação (NEEd) de 2000/2004. Atua nas áreas de Ensino em interface com Educação e Letras. Docente permanente do Programa de Pós-Graduação em Ensino (PPGE), no Mestrado Profissional em Letras (PROFLETRAS) e colaboradora do Curso de Doutorado do Programa de Pós-Graduação em Letras (PPGL) . Desenvolve pesquisas articuladas ao ensino e à extensão universitária, orientando trabalhos acerca do ensino-aprendizagem da leitura, planejamento e formação do leitor. Proponente/Idealizadora do Programa Biblioteca Ambulante e Literatura nas Escolas (BALE); Ex-Presidente-Fundadora da Associação Internacional de Pesquisa na Graduação em Pedagogia (AINPGP), entidade promotora dos Fóruns Internacionais de Pedagogia (FIPEDs), nas gestões consecutivas (2008/2010 a 2010/2012). Atual membro do CTC-EB, atua como Consultora na área de Ensino/CAPES.Atuou como Aux. de Pesquisa na BNCC/MEC. Coordena Subprojeto PIBID Pedagogia/CAPES. Atual Presidente da Sociedade Filarmônica Pauferrense (SFP).

​ Graduada em Pedagogia (1992) pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), com Especialização (1999), Mestrado (2002) e Doutoramento no Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2005). Pós-Doutoramento no Laboratoire dEtudes Romanes, na Équipe de Linguistique des Langues Romanes na Université Paris 8, France (2011). Professora adjunto IV do Departamento de Educação. Bolsista de Produtividade em Pesquisa/UERN (2007-2013). Líder-Fundadora (2005) do Grupo de Estudos e Pesquisas em Planejamento do Processo Ensino-aprendizagem (GEPPE), membro do GPET e líder-fundadora do Grupo Núcleo de Estudos em Educação (NEEd) de 2000/2004. Atua nas áreas de Ensino em interface com Educação e Letras. Docente permanente do Programa de Pós-Graduação em Ensino (PPGE), no Mestrado Profissional em Letras (PROFLETRAS) e colaboradora do Curso de Doutorado do Programa de Pós-Graduação em Letras (PPGL) . Desenvolve pesquisas articuladas ao ensino e à extensão universitária, orientando trabalhos acerca do ensino-aprendizagem da leitura, planejamento e formação do leitor. Proponente/Idealizadora do Programa Biblioteca Ambulante e Literatura nas Escolas (BALE); Ex-Presidente-Fundadora da Associação Internacional de Pesquisa na Graduação em Pedagogia (AINPGP), entidade promotora dos Fóruns Internacionais de Pedagogia (FIPEDs), nas gestões consecutivas (2008/2010 a 2010/2012). Atual membro do CTC-EB, atua como Consultora na área de Ensino/CAPES.Atuou como Aux. de Pesquisa na BNCC/MEC. Coordena Subprojeto PIBID Pedagogia/CAPES. Atual Presidente da Sociedade Filarmônica Pauferrense (SFP).

Graduada em Pedagogia (1992) pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), com Especialização (1999), Mestrado (2002) e Doutoramento no Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2005). Pós-Doutoramento no Laboratoire dEtudes Romanes, na Équipe de Linguistique des Langues Romanes na Université Paris 8, France (2011). Professora adjunto IV do Departamento de Educação. Bolsista de Produtividade em Pesquisa/UERN (2007-2013). Líder-Fundadora (2005) do Grupo de Estudos e Pesquisas em Planejamento do Processo Ensino-aprendizagem (GEPPE), membro do GPET e líder-fundadora do Grupo Núcleo de Estudos em Educação (NEEd) de 2000/2004. Atua nas áreas de Ensino em interface com Educação e Letras. Docente permanente do Programa de Pós-Graduação em Ensino (PPGE), no Mestrado Profissional em Letras (PROFLETRAS) e colaboradora do Curso de Doutorado do Programa de Pós-Graduação em Letras (PPGL) . Desenvolve pesquisas articuladas ao ensino e à extensão universitária, orientando trabalhos acerca do ensino-aprendizagem da leitura, planejamento e formação do leitor. Proponente/Idealizadora do Programa Biblioteca Ambulante e Literatura nas Escolas (BALE); Ex-Presidente-Fundadora da Associação Internacional de Pesquisa na Graduação em Pedagogia (AINPGP), entidade promotora dos Fóruns Internacionais de Pedagogia (FIPEDs), nas gestões consecutivas (2008/2010 a 2010/2012). Atual membro do CTC-EB, atua como Consultora na área de Ensino/CAPES.Atuou como Aux. de Pesquisa na BNCC/MEC. Coordena Subprojeto PIBID Pedagogia/CAPES. Atual Presidente da Sociedade Filarmônica Pauferrense (SFP).

Image is not available
Image is not available

Daniel Cara é coordenador geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação

Daniel Cara é coordenador geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação

Vitor Paro


Lia Fialho

Pós-doutora em Educação em 2014 pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), doutora em Educação Brasileira em 2012 pela Universidade Federal do Ceará UFC, Graduada em Pedagogia em 2001 pela Universidade Estadual do Ceará (UECE), mestra em Saúde Coletiva em 2006 pela Universidade de Fortaleza (Unifor), especialista em Inclusão da Criança Especial no Sistema Regular de Ensino em 2004 pela UFC, em Psicologia da Educação em 2007 e em Psicopedagogia Institucional e Clínica em 2011, ambas as formações pela Faculdade Latino-Americana de Educação (Flated). Professora adjunta do Centro de Educação da UECE, professora permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) da UECE e do Mestrado Profissional em Planejamento e Políticas Públicas da mesma instituição. Editora-chefe da Coleção Práticas Educativas, vinculada à Editora da UECE (EdUECE). Editora-chefe da Revista Educação & Formação do PPGE/UECE. Líder do grupo de pesquisa Práticas Educativas Memórias e Oralidades (PEMO). Coordenadora do projeto de pesquisa Educadoras no Ceará do Século XX: Formação Docente, Práticas e Representações, financiado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Coordenadora do Curso de Pedagogia da Faculdade Latino Americana de Educação (FLATED, 2011-2013). Assessora de direção do Centro de Educação na (UECE, 2014-2017). Coordenadora de área do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid/Pedagogia/UECE). Membro da Sociedade Brasileira de História da Educação (SBHE), da Associação Brasileira de Editores Científicos (ABEC) e da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (ANPED).

Pós-doutora em Educação em 2014 pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), doutora em Educação Brasileira em 2012 pela Universidade Federal do Ceará UFC, Graduada em Pedagogia em 2001 pela Universidade Estadual do Ceará (UECE), mestra em Saúde Coletiva em 2006 pela Universidade de Fortaleza (Unifor), especialista em Inclusão da Criança Especial no Sistema Regular de Ensino em 2004 pela UFC, em Psicologia da Educação em 2007 e em Psicopedagogia Institucional e Clínica em 2011, ambas as formações pela Faculdade Latino-Americana de Educação (Flated). Professora adjunta do Centro de Educação da UECE, professora permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) da UECE e do Mestrado Profissional em Planejamento e Políticas Públicas da mesma instituição. Editora-chefe da Coleção Práticas Educativas, vinculada à Editora da UECE (EdUECE). Editora-chefe da Revista Educação & Formação do PPGE/UECE. Líder do grupo de pesquisa Práticas Educativas Memórias e Oralidades (PEMO). Coordenadora do projeto de pesquisa Educadoras no Ceará do Século XX: Formação Docente, Práticas e Representações, financiado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Coordenadora do Curso de Pedagogia da Faculdade Latino Americana de Educação (FLATED, 2011-2013). Assessora de direção do Centro de Educação na (UECE, 2014-2017). Coordenadora de área do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid/Pedagogia/UECE). Membro da Sociedade Brasileira de História da Educação (SBHE), da Associação Brasileira de Editores Científicos (ABEC) e da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (ANPED).

Pós-doutora em Educação em 2014 pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), doutora em Educação Brasileira em 2012 pela Universidade Federal do Ceará UFC, Graduada em Pedagogia em 2001 pela Universidade Estadual do Ceará (UECE), mestra em Saúde Coletiva em 2006 pela Universidade de Fortaleza (Unifor), especialista em Inclusão da Criança Especial no Sistema Regular de Ensino em 2004 pela UFC, em Psicologia da Educação em 2007 e em Psicopedagogia Institucional e Clínica em 2011, ambas as formações pela Faculdade Latino-Americana de Educação (Flated). Professora adjunta do Centro de Educação da UECE, professora permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) da UECE e do Mestrado Profissional em Planejamento e Políticas Públicas da mesma instituição. Editora-chefe da Coleção Práticas Educativas, vinculada à Editora da UECE (EdUECE). Editora-chefe da Revista Educação & Formação do PPGE/UECE. Líder do grupo de pesquisa Práticas Educativas Memórias e Oralidades (PEMO). Coordenadora do projeto de pesquisa Educadoras no Ceará do Século XX: Formação Docente, Práticas e Representações, financiado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Coordenadora do Curso de Pedagogia da Faculdade Latino Americana de Educação (FLATED, 2011-2013). Assessora de direção do Centro de Educação na (UECE, 2014-2017). Coordenadora de área do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid/Pedagogia/UECE). Membro da Sociedade Brasileira de História da Educação (SBHE), da Associação Brasileira de Editores Científicos (ABEC) e da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (ANPED).

Image is not available
Image is not available

Daniel Cara é coordenador geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação

Daniel Cara é coordenador geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação

Vitor Paro


Francisco das Chagas

Possui graduação em História (UFPB), mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente (PRODEMA/UERN) e doutorado em Educação (UFRN). É professor titular do IFRN, Campus de Mossoró, e líder do Grupo de Estudos em Ensino e Práticas Educativas (GENPE/IFRN) É professor do Programa de Pós-Graduação em Ensino (IFRN/UERN/UFERSA) e do Programa de Pós-Graduação em Educação Profissional e Tecnológica (Mestrado Profissional em Rede Nacional), Polo IFRN/Mossoró. Foi professor do Programa de Pós-graduação em Educação Profissional (IFRN/Natal) no período de 2013 a 2017. Desenvolve pesquisas nas áreas de História oral e memória, narrativas autobiográficas, história de vida e autoformação, Educação Profissional, saberes docentes, formação e desenvolvimento docente, saberes escolares, história da educação, ensino de História. 

Possui graduação em História (UFPB), mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente (PRODEMA/UERN) e doutorado em Educação (UFRN). É professor titular do IFRN, Campus de Mossoró, e líder do Grupo de Estudos em Ensino e Práticas Educativas (GENPE/IFRN) É professor do Programa de Pós-Graduação em Ensino (IFRN/UERN/UFERSA) e do Programa de Pós-Graduação em Educação Profissional e Tecnológica (Mestrado Profissional em Rede Nacional), Polo IFRN/Mossoró. Foi professor do Programa de Pós-graduação em Educação Profissional (IFRN/Natal) no período de 2013 a 2017. Desenvolve pesquisas nas áreas de História oral e memória, narrativas autobiográficas, história de vida e autoformação, Educação Profissional, saberes docentes, formação e desenvolvimento docente, saberes escolares, história da educação, ensino de História. 

Possui graduação em História (UFPB), mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente (PRODEMA/UERN) e doutorado em Educação (UFRN). É professor titular do IFRN, Campus de Mossoró, e líder do Grupo de Estudos em Ensino e Práticas Educativas (GENPE/IFRN) É professor do Programa de Pós-Graduação em Ensino (IFRN/UERN/UFERSA) e do Programa de Pós-Graduação em Educação Profissional e Tecnológica (Mestrado Profissional em Rede Nacional), Polo IFRN/Mossoró. Foi professor do Programa de Pós-graduação em Educação Profissional (IFRN/Natal) no período de 2013 a 2017. Desenvolve pesquisas nas áreas de História oral e memória, narrativas autobiográficas, história de vida e autoformação, Educação Profissional, saberes docentes, formação e desenvolvimento docente, saberes escolares, história da educação, ensino de História. 

Image is not available
Image is not available

Daniel Cara é coordenador geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação

Daniel Cara é coordenador geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação

Vitor Paro


Márcio Azevedo

Doutor (2010) e Mestre (2006) em Educação (Política e Gestão), pela UFRN. Especialista em Processos Educacionais (2003) e graduado em Pedagogia (2000), também pela UFRN. Cursou estágio Pós-Doutoral (2013-2014) em Sociologia da Educação, pela Universidade do Minho/Portugal. É professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte - IFRN, trabalhando em cursos, projetos e no Programa de Pós-Graduação em Educação Profissional - PPGEP/IFRN. Temas de interesse: Avaliação de políticas públicas, Educação profissional, Formação e trabalho docente, Educação do Campo, Educação escolar Quilombola, Indígena, Educação de Jovens e Adultos, e pesquisa e inovação. Membro de Associações acadêmico-científicas brasileiras, como a ANPED, SBPC e a Rede Brasileira de Monitoramento e Avaliação, e de associações internacionais, como a Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação. Atualmente exerce a função de Pró-Reitor de Pesquisa e Inovação do IFRN.

Doutor (2010) e Mestre (2006) em Educação (Política e Gestão), pela UFRN. Especialista em Processos Educacionais (2003) e graduado em Pedagogia (2000), também pela UFRN. Cursou estágio Pós-Doutoral (2013-2014) em Sociologia da Educação, pela Universidade do Minho/Portugal. É professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte - IFRN, trabalhando em cursos, projetos e no Programa de Pós-Graduação em Educação Profissional - PPGEP/IFRN. Temas de interesse: Avaliação de políticas públicas, Educação profissional, Formação e trabalho docente, Educação do Campo, Educação escolar Quilombola, Indígena, Educação de Jovens e Adultos, e pesquisa e inovação. Membro de Associações acadêmico-científicas brasileiras, como a ANPED, SBPC e a Rede Brasileira de Monitoramento e Avaliação, e de associações internacionais, como a Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação. Atualmente exerce a função de Pró-Reitor de Pesquisa e Inovação do IFRN.

Doutor (2010) e Mestre (2006) em Educação (Política e Gestão), pela UFRN. Especialista em Processos Educacionais (2003) e graduado em Pedagogia (2000), também pela UFRN. Cursou estágio Pós-Doutoral (2013-2014) em Sociologia da Educação, pela Universidade do Minho/Portugal. É professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte - IFRN, trabalhando em cursos, projetos e no Programa de Pós-Graduação em Educação Profissional - PPGEP/IFRN. Temas de interesse: Avaliação de políticas públicas, Educação profissional, Formação e trabalho docente, Educação do Campo, Educação escolar Quilombola, Indígena, Educação de Jovens e Adultos, e pesquisa e inovação. Membro de Associações acadêmico-científicas brasileiras, como a ANPED, SBPC e a Rede Brasileira de Monitoramento e Avaliação, e de associações internacionais, como a Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação. Atualmente exerce a função de Pró-Reitor de Pesquisa e Inovação do IFRN.

Image is not available
Image is not available

Daniel Cara é coordenador geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação

Daniel Cara é coordenador geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação

Vitor Paro


Gerson Mól

Bacharel e Licenciado em Química, com Doutorado e Pós-Doutorado em Ensino de Química. Professor da Universidade de Brasília. Orientador no Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências da UnB e no Doutorado da Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática - REAMEC. Autor e coordenador do livro Química Cidadã, parecerista de revistas cientificas, assessor da Capes, do CNPq e agencias estaduais de financiamento. Pesquisa na área de inclusão, com foco no Ensino de Química a Alunos com Deficiência Visual, e no uso de novas tecnologias.

Bacharel e Licenciado em Química, com Doutorado e Pós-Doutorado em Ensino de Química. Professor da Universidade de Brasília. Orientador no Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências da UnB e no Doutorado da Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática - REAMEC. Autor e coordenador do livro Química Cidadã, parecerista de revistas cientificas, assessor da Capes, do CNPq e agencias estaduais de financiamento. Pesquisa na área de inclusão, com foco no Ensino de Química a Alunos com Deficiência Visual, e no uso de novas tecnologias.

Bacharel e Licenciado em Química, com Doutorado e Pós-Doutorado em Ensino de Química. Professor da Universidade de Brasília. Orientador no Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências da UnB e no Doutorado da Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática - REAMEC. Autor e coordenador do livro Química Cidadã, parecerista de revistas cientificas, assessor da Capes, do CNPq e agencias estaduais de financiamento. Pesquisa na área de inclusão, com foco no Ensino de Química a Alunos com Deficiência Visual, e no uso de novas tecnologias.

Image is not available
Image is not available

Daniel Cara é coordenador geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação

Daniel Cara é coordenador geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação

Vitor Paro


Arrow
Arrow
Slider

Contatos:

Seminário Nacional do Ensino Médio - SENACEM
Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN
Instituto Federal do Rio Grande do Norte - IFRN
Faculdade de Educação - FE/UERN
Programa de Pós-Graduação em Ensino - POSENSINO

Campus Universitário Central
BR 110 - Km 46, Rua Prof. Antônio Campos, s/n - Costa e Silva
CEP: 59.633-010 - Mossoró/RN
(84) 3315-2203 (Faculdade de Educação)
senacem2017@gmail.com